sábado, maio 14, 2022

Sílvio Mendes conta com 116 prefeitos após adesões do MDB, diz Ciro Nogueira


Com o desembarque de três prefeitos da base governista, que resolveram apoiar o ex-prefeito de Teresina, Sílvio Mendes (União Brasil) na corrida pelo Governo do Estado, o grupo da oposição, capitaneado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, conta, atualmente, com 116 gestores municipais.
A base do Partido dos Trabalhadores sofreu, somente neste sábado (14), desfalques dos prefeitos de Altos, Maxwell da Mariinha; de Lagoa do Piauí, Mauro Júnior; e de Socorro do Piauí, Zitim; todos do MDB, que se juntaram ao grupo que contará com Sílvio Mendes na cabeça da chapa majoritária da oposição.
Adesões do MDB
Ciro Nogueira comemorou as adesões e reforçou que não deixará de atender as demandas dos municípios que já eram contemplados com apoio administrativo. Em Socorro do Piauí, o ministro ratificou a confiança depositada no grupo da oposição, em busca de chegar vitorioso nas eleições vindouras.
“Se somam 116 prefeitos que estão apoiando Sílvio Mendes. Muito obrigado e pode ter certeza que até o fim dos meus dias como senador, como homem, eu vou estar ao seu lado para levar os benefícios para o povo de Socorro do Piauí, como eu tenho feito, não só na véspera das eleições”, disse o ministro.
Disputa nas eleições
O time da oposição conta ainda com a deputada Iracema Portella (Progressistas), como pré-candidata a vice e com o ex-prefeito de Floriano, Joel Rodrigues (Progressistas), como pré-candidato ao Senado Federal.
A intenção do grupo oposicionista é deixar o time mais robusto e unido contra a base do Palácio de Karnak, que lançou o ex-secretário da Fazenda, Rafael Fonteles (PT), como pré-candidato a governador. A vaga de vice será preenchida pelo presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB) e o espaço de senador será ocupado pelo ex-governador Wellington Dias (PT).
Fonte: GP1/PI