quinta-feira, junho 23, 2022

Líder nas pesquisas, Sílvio Mendes faz críticas ao governo e dispara: "qual plano eles têm?"

O pré-candidato Sílvio Mendes (União Brasil) fez duras críticas ao governo, elencou pontos positivos de pré-campanha e questionou quais são os planos que a base petista tem para a disputa estadual nas eleições de 2022. O ex-prefeito, conforme levantamentos, lidera as pesquisas de intenções de voto contra Rafael Fonteles (PT).
Sílvio participou nesta quinta-feira (23) da Bancada Piauí, na TV Antena 10. Na ocasião, o pré-candidato a governador pela oposição citou que já percorreu mais de 100 municípios piauienses em pré-campanha.
Líder nas pesquisas, Sílvio Mendes faz críticas ao governo e dispara: "qual plano eles têm?"
"Eu nunca participei de uma campanha tão bonita como essa que a gente está fazendo. Já percorremos 183 municípios, desses aqui e acolá você tem dificuldades, por questões outras de não ser recebido por prefeitos, mas alguns fatos não são bons, mas a gente não apaga o entusiasmo, a vontade, a união e a harmonia que nós temos", declarou.
Ainda em entrevista, Sílvio fez duras críticas a atual gestão do governo e citou que eles, segundo o pré-candidato, estão "acomodados".

"É um governo acomodado que achava que não podia ser criticado e nós criticamos com fundamentos, mostrando que no Piauí não funciona a saúde, a segurança pública, não foi gerada renda, nem empregos e a educação que pegou uma greve no meio do ano letivo, inviabiliza, um conjunto de problemas que estão por resolver", disse.
O pré-candidato da União Brasil continuou com as críticas e questionou qual é o plano de governo que a base petista tem, liderado por Rafael Fonteles, para as eleições 2022. "Qual o plano de governo? Dá continuidade, mas continuar o que? Uma saúde que não atende, uma segurança que não garante a integridade, educação parada, uma geração de renda onde mais da metade do Piauí ganha menos de um salário mínimo", explanou.
Plano de governo da oposição
Mendes elencou ainda que o Estado tem muitos problemas que precisam ser resolvidos, como a infraestrutura, educação, geração de empregos e considerou a saúde um dos pontos prioritários de seu plano de Governo. Com isso, ele relatou uma de suas propostas de pré-campanha para o setor.
"A saúde vai ser descentralizada, o Piauí tem 11 regiões sanitárias e em cada cidade grande e média vai ter os instrumentos necessários para atender a população, ou então próximo, proporcional a sua região, com médicos e tecnologia para a realização da atividade", comentou.
Apoio de JVC: "Pretendo procurá-lo"
Ainda na entrevista, Mendes comentou sobre o possível apoio do ex-senador João Vicente Claudino ao grupo da oposição na disputa estadual este ano. O ex-prefeito citou que pretende procurar JVC para formalizar a aliança.
"Eu tenho uma coerência ao longo da minha vida, o João Vicente é uma pessoa competente… Eu fui eleito a primeira vez com a ajuda dele, do PTB, que ele era presidente, nada nos distância. Vou procurar ele? Vou, nós fomos corretos, tivemos uma boa relação, mas não {não cabe na mudança}, nem ele aceitaria, isso aí nos conversamos lá atrás, mas vou conversar com ele, tentar compor um força que não se conforma com as coisas que acontecem", respondeu.
Por fim, o pré-candidato elencou o diferencial de sua chapa em relação à chapa governista e considerou sua carreira política com uma grande aprovação ao fim do mandato como Prefeito de Teresina, um ponto que, segundo Mendes, irá contribuir para o fortalecimento do seu nome na disputa.
"São várias razões, primeiro, a gente tem planejamento, segundo a gente tem experiência, eu nunca menti, terceiro eu nunca roubei, as minhas mãos são limpas, em 18 anos de gestão eu nunca tive um processo, nunca teve indícios de desvio de conduta. Fizemos mais do que prometemos no plano de governo, então é um conjunto de fatores", finalizou.
Fonte: Portal A10+