quinta-feira, junho 30, 2022

Servidores do Detran-PI e empresários são presos em operação da Polícia Civil em Teresina; VÍDEO

                                                   Foto: Cidade Verde
A Polícia Civil do Piauí deflagrou na manhã desta quinta-feira (30), a operação 'Hidra de Lerna', com objetivo de cumprir 21 mandados de busca e apreensão e de prisão temporária contra suspeitos de fraudes na comercialização de veículos e confecção de documentos falsos. Até o momento, 14 pessoas incluindo servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e empresários, foram presos. A polícia estipula que o prejuízo provocado pelo grupo criminoso chega em torno de R$ 150 milhões somente no Piauí. VEJA O VÍDEO:
As investigações estão sendo presididas pelo 13º Distrito Policial e a ação acontece com apoio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e outras unidades especializadas da Polícia Civil. Segundo a Polícia Civil, as investigações iniciaram em 2021 após a Procuradoria Jurídica do Detran encaminhar informações e documentos sobre uma suspeita de fraudes na confecção de documentos de primeiro emplacamento (DUT e CRLV), que tinha como suspeita uma despachante.
O objetivo da organização criminosa ao obter o DUT era aplicar golpes na rede bancária com veículos que sequer existem, trazendo prejuízo para toda uma cadeia produtiva que vai desde a compra do veículo na fábrica e se estendendo até o comprador final, passando pelo DETRAN-PI e rede bancária.
O esquema envolve alguns servidores do Detran-PI e engloba grande número de criminosos dentro e fora do Piauí. Os presos foram levados para a sede do Greco, onde devem prestar depoimento e depois serão encaminhados a unidades prisionais.
Fonte: Cidade Verde