quinta-feira, junho 02, 2022

Trecho da BR-402 interditado após Lagoa do Portinho transbordar ainda corre risco de romper, diz Semar

                                                   Foto: Divulgação/Semar
O trecho da BR-402 atingido pela água da Lagoa do Portinho, em Parnaíba, deve permanecer interditado por risco de rompimento, conforme nova avaliação da Secretaria de Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar). Parte da rodovia está obstruída desde 13 de maio.
Foto: Divulgação/Semar
Em uma visita realizada nessa quarta-feira (1º), a auditora fiscal ambiental Tânia Nolêto, o engenheiro civil Luciano Pessoa e o técnico do Centro de Geotecnologia Fundiária e Ambiental do Estado do Piauí, Marco Aurélio, comprovaram a presença de uma deformação na via e trincas, que são aberturas profundas, na ponte.
“As trincas iniciam nas ombreiras e acompanham por toda largura da ponte. Além deste ponto, foi observada uma deformação, chamada 'panela', no pavimento asfáltico, que está aberta no momento. Quando há movimento de cargas excessivas, como de carretas e caminhões, apresenta vibração nociva ao pavimento”, explicou o engenheiro civil Luciano Pessoa.

Conforme a Semar, o trecho da BR-402 ainda está submerso e deve ser mantido isolado até que o problema seja solucionado, para evitar acidentes. No local, devem ser analisados ainda o solo e o aumento da cota da via, com a aplicação de sangrias através de novos bueiros.
Além disso, o órgão alertou para o risco de descargas elétricas, durante o contato com a água, sobretudo à população ribeirinha, que pescam na região.
“O acesso permanece obstruído, embora o nível da água tenha caído bastante, em parte pelo fato de não ter chovido esses últimos dias. Estamos fazendo os cálculos para ver qual a distância na pista”, completou a auditora fiscal ambiental da Semar, Tânia Nolêto.
Fonte: G1/PI