quarta-feira, julho 13, 2022

Equatorial Piauí atendeu 392 ocorrências com pipas na rede elétrica em 2021; veja riscos

                                              Foto: Reprodução/EPTV
Um levantamento feito pelo Centro de Operações Integradas da Equatorial Piauí mostra que foram registradas 342 ocorrências de pipas na rede elétrica no estado. Em Teresina foram 297 casos, sendo que 230 ocorreram entre os meses de junho e julho.
O executivo de Segurança da Equatorial Piauí, João Porfírio, destacou os riscos que a brincadeira pode trazer tanto para quem está brincando, principalmente para crianças, quanto para a população em geral.
“É fundamental ressaltar que, se realizada por crianças, deve ser supervisionada por um adulto, pois pode gerar sérios riscos. Por exemplo, o desprendimento e o toque na rede de distribuição podem gerar curtos-circuitos, ocasionando interrupções de energia, bem como energizar a linha e causar um acidente, que pode ser fatal”, explicou o executivo.
Além do risco de curto-circuito, outro problema que pode ocorrer durante a brincadeira é a pipa ficar presa nos fios. As crianças tendem a querer resgatar, o que não é seguro, por isso é importante a presença de um adulto supervisionando, segundo Porfírio. Outro problema que oferece risco, principalmente aos motociclistas, é o uso de cerol na linha das pipas, além de acidentes com a fiação.
“O cerol pode cortar a camada de borracha que reveste os fios de alumínio ou de cobre, criando a situação de transferência de corrente elétrica. Além disso, o uso de cerol também pode provocar acidentes com motociclistas”, reforçou João Porfírio.
45 mil pessoas sem energia
Em 2021, na mesma época, as cidades de Parnaíba e Luís Correia, no litoral piauiense, tiveram o abastecimento de energia interrompido após 6 pipas caírem na parte interna da Subestação Parnaíba, localizada na BR-343.
Ao todo, cerca de 45 mil clientes nas duas cidades ficaram sem energia por algumas horas após a interrupção do fornecimento por conta do incidente.
Fonte: G1/PI